quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Sem você...


És a fonte! És o rio! És a ponte...
 Existem seres
 inexplicavelmente, movidos,
 pelas forças das mares,
 o voar dos pássaros,
o adejar das borboletas,
 vivem a beira de abismos!
 Amam !
 Somente uma vez.

 Perpetuo o passar dos dias,
 dentro de cada noite parada,
 bebo o cálice da solidão,
 sinto o frio...

 E a esperança se mistura,
a mágoa,
em tempo de nadas.
 Sem o teu sorriso
 feito de magia e acalanto
 me deixo, passivamente 
tomar pelo pranto.

 Lakshmi 

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz. 
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário