sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Puro amor...


...amar-te é minha culpa;
 ou será que o amor 
não tem culpas ?
 pensando bem...
 se tem, é o coração que pulsa forte,
 responde, e, é meu norte 
por inteiro; 
o proibido, o impossível,
 é tão sensível, permissível,
 indissolúvel, insubstituível;
 sabe que o amor é incrível ?
 Não ? Pois é...
é o nível de amor intransponível
 de uma, sensibilidade indiscutível,
 isento de culpas
 na eternidade indomável,
 imensurável, inexorável;
 impreterivelmente, teu pensar enxerga
 o meu amor longe de qualquer crítica,
 tão perto do mistério, 
e, dentro desse amor, 
que ama sem segredos em nós.
Te amo. 

 Marisa de Medeiros 

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário