terça-feira, 3 de setembro de 2013

Seu corpo...


 Era tanto amor
 Tanto querer, desejar 
Era meu amor.Só meu.
 Sem retorno sem troca
 Amor solitário vazio de você 
Doía tanto! Sabia? 
Eu bem que tentava 
chegar ao seu coração 
Nunca consegui.
 Sempre tinha aquela
 sua indiferença
 Aquele seu, não desejar.
 Ainda ficou em mim
 esse rasgar de alma 
Essa dor a me torturar 
Pela falta do seu corpo
 do seu cheiro,
 seu gosto, seu beijo.
 Por que?
 Eu te amei tanto!
 Eu te amo tanto!
 Sinto tanto medo.
 Medo dessa solidão
 que me consome
 Medo de nunca mais
 te ter
 De não mais te ver...
 Meu amor!..

 Maria Bonfá

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz. 
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário