terça-feira, 17 de setembro de 2013

Me abrace.


Silhueta
 na penumbra da memória,
 apaixonada como agora;
 na maturidade do tempo, 
sem tempo pra esquecer;
 teu olhar sempre me abraça,
 pra eu possa ser,
 lembrar, me aquecer...
 no toque da tua presença,
 ausência não quer saber; 
teu perfume inesquecível,
 fragrância do teu ser; 
silhueta do meu amor,
 como posso te esquecer ? 
Meu coração não abre mão,
 minha alma te guarda,
 com amor e emoção. 

 Marisa de Medeiros

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário