sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Alma e coração.



Quem foi
 que te ensinou
 a me fazer feliz assim?
 Como é que os teus olhos
 descobriram todas as expressões
 que os meus olhos cansaram de buscar? 
De onde foi 
que as tuas mãos trouxeram
 o contato morno
 de todas as carícias esperadas?
 De que longes vieram os teus lábios
 para pousar em mim
 esse gosto misterioso
 de todas as distâncias procuradas?
 De onde chegaste tu, 
meu amor,
 num dia todo de sol,
 projetando, ante o meu
 ser inexplicado, uma alma também 
igual à minha...?

 Ruth Farias Larré 

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz. 
Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário