domingo, 28 de abril de 2013

Minha metade.

 

Quisera eu, poder ter,
para invocá-lo e vir a te convencer,
que não só te desejo, antes,
 amo te querer.
 
Sabe, mulher, quem ama tanto quanto eu,
 jamais te produzirá o pranto,
o sofrer e o desencanto.
 
Ofereço-te, única e maiormente,
meu coração, meu colo e calor.
Minha proteção
 e meu viver serão teus, minha querida,
hoje e infinitamente.
 
Dai-nos esta chance,
quem sabe será a última que teremos,
 que gozaremos.
Venha sem temor,
 venha ser minha metade, o meu amor!
Não hesite, me permita não somente te provar,
mais que isso, a ti provar
que meu amor é de verdade,
que ele existe
 e é para valer!
 
Antônio Poeta
 
Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
Felicidades...


Nenhum comentário:

Postar um comentário