quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Tua voz.



Se tua ausência
 causa em mim
 toda essa dor 
Eu gritarei 
que habita em mim
 ainda o amor

 E esse amor que me detona
 sem ter calma
 Bate-me forte, sufocando toda minh´alma Mas hoje
 eu amo
 simplesmente de esperança
 Tua voz suave
 que me ecoa nas lembranças 
Habita em mim o teu sorriso
 e os nossos temas
 Cada um deles têm histórias 
nos poemas
 E nesses poemas
 você fica de algum jeito
 Sempre habitando
 aqui dentro do meu peito
 Me fazendo repensar
 no que é perfeito
 Me fazendo acreditar
 que sem amor
 Não existe a dor
 da ausência tatuada
 Não existe a dor de amar...
 sem ter amada!

 Adriano Húngaro

 Hoje, Ame Intensamente e Seja Feliz. 

Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário