sábado, 19 de novembro de 2011

Lua Lua...



Quase não percebi, mas, o tempo passou,
Fiquei sem saber se voltarias novamente
com aquele sorriso lindo, encantador.
Me deixei levar por faíscas de outros,
Que por nos ver sorrir constante,
Tudo foi elaborado para sessar um sonho de amor.

Lua, Lua, entre mais uma vez naquele quarto azul,
E quem sabe ela olhando para ti, se lembre de nós.
Espero que estejas olhando agora para este céu,
Quem sabe poderá sentir, o que me martiriza.

Uma marina será pouco nesta noite,
O pier parece abandonado sem ti,
Porém ainda, continuo por aqui.

Lua.
Lua.


Ame e Seja Feliz.

Felicidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário